Posso voar, finalmente.

26 de nov. de 2012
Deixei de ser tanta negação, abri um caminho por onde exista sol, e ha sorrisos. Resolvi explorar coisas novas, sabe as tristezas? Elas não vão te levar para nenhum lugar além do fundo do poço. Os medos, não existem mais. Não para mim, resolvi arriscar, deixar levar. Vou pular de cabeça, mesmo que tenha pedras, mesmo que eu me machuque e que eu sofre. Cantarei mesmo se minha voz aguçar e minha garganta doer, vou sorrir mesmo que eu não tenha mais motivos. Passei a cultivar pensamentos bons, obter pessoas boas na minha vida. Deixei de ligar para tudo o que as pessoas falam, agora sou feliz, estou liberto. Posso voar.
 
a vida dentro | © 2012 – 2020