Resenha: O sonho de Eva.

14 de jan. de 2013


Chico Anes
Editora Novo Conceito, 2012
296 páginas
Dra Eva Abelar, autoridade mundial em sonhos lúcidos, é informada de que seu filho, Joachim, uma criança autista, desaparece na mesma noite em que sua irmã, Anna, pula do 20º andar de um edifício em São Paulo. Anna era a principal cientista do projeto DreamGame, invento revolucionário que permite à pessoa jogar enquanto dorme.Eva é convidada por Yume a assumir o lugar da irmã e, à procura de respostas, se envolve em uma trama perigosa, que alcança os limites dos desejos inconscientes do homem. Enquanto usa seus conhecimentos para desvendar a morte de Anna e reencontrar Joachim, Eva descobre o quanto a sociedade está vulnerável à tecnologia e aos estímulos subliminares, e como esses estímulos podem sequestrar a liberdade e extinguir o livre-arbítrio.

Para quem leu a outra resenha que fiz do livro  Pirapato: o menino sem alma   do Chico já teve ter percebido o quanto eu gostei dos livros dele. A história narrada em terceira pessoa é sem dúvida maravilhosa, percebendo assim o quão pode ser magnifica a escrita de um escritor brasileiro, temos aí o escritor Chico Anes com um temática muito inovadora, já que se trata de sonhos lúcidos – quando podemos acordar dentro do sonho, e poder fazer oque queremos e quando queremos. 

A história é bom construída e flui muito facilmente, foi diferente para mim porque não tinha visto nenhuma história parecida como essa. Ao iniciar o livro achei chato, mas com o decorrer das páginas foi ficando mais cativante, e prendendo cada vez mais o leitor. Até que por fim, quando acabei o livro, fiquei horas e horas pensando na vida de Dr. Abelar, a personagem central, que após a perda de sua irmã, seu filho desaparece. Isso leva a nossa protagonista Eva a se aventurar a procura do seu filho.

 Estranho! Foi isso que Eva acho quando recebeu uma proposta da empresa em que sua irmã trabalhava, Yume. Aceitou a proposta em trabalhar na empresa, intuição de mãe (só pode),  ela sabia que dentro dessa indústria seu filho estava escondido. A procura de seu filho, descobriu muita coisa, que parece até ser cômico, mas a empresa queria dominar o mundo através de que? Dos sonhos. 

Os personagem criados não são tão bem descritos, isso prejudicou um pouco é um leitura simples. Mas é uma trama que vai de país à país só para salvar a vida de um garoto, ou a vida de bilhões de pessoas. 

Se eu recomendo? Sim, além de ser um livro nacional, não parece. É um ficção muito gostosa de se ler, porque é diferente, além de conter pitadas de suspense durante todo o livro. Esse é o segundo livro do autor, e uau, é impecável e bem escrito. Mas fica a dica:  
Dormir as vezes pode ser um jogo perigoso. 
 
a vida dentro | © 2012 – 2020