Casa que se constrói aos pouquinhos

Começar uma casa é precisa de paciência, porque você faz isso aos pouquinhos, vocês não tem quase nada e logo percebe o quanto tem que gastar nos primeiros dias. Por exemplo, para fazer café, você precisa inicialmente de uma panela, depois o pó de café e para coar você precisa de um coador. Não tínhamos xícaras. Bebemos em copos grandes mesmo, que ficam guardados dentro da geladeira. Explico:

Temos uma geladeira, mas não temos armário. Então todas as coisas acabam ficando estocadas dentro da geladeira, porque não temos espaço para colocar tudo o que temos - dois pratos, duas panelas e alguns copos - em cima do balcão que divide a cozinha da sala.

No quarto, graças a deusa, já temos um guarda-roupa planejado - o que permitiu que todas as nossas coisas ficassem guardadinhas lá dentro, misturadas, mas guardadinhas. Do outro do lado do quarto ficaria a cama, que não entrou no quarto de nenhuma forma após subirmos com ela pelas escadas até o segundo andar - dormimos uma semana com o colchão no chão e quando já estávamos acostumados conseguindo trocar a base e o  trambolho que estava na sala foi embora. O sentimento que senti foi: alívio.

A sala nos primeiros dias era o verdadeiro entulho, móveis jogados por todos os lados, roupas e sapatos pelo chão. Caramela, nossa hamster, fazendo a festa e as roupas molhadas secando no pequeno varal e molhando todo o chão da cozinha. Foi difícil, mas foi incrível arrumar aquilo e colocar cada coisa no seu lugar temporário (até darmos a nossa cara para esse espacinho que já é tão nosso).


Por hora descobrindo como é gostoso arrumar o que é nosso. E é mais gostoso compartilhar isso com as pessoas.

E para todos que já entraram na nossa pequena casa, desejaram boas energias, emprestaram móveis e principalmente aqueles que ajudaram na mudança (pais & avôs) merecem os nossos agradecimentos.

Até loguinho.
Follow my blog with Bloglovin

Comentários

  1. Nossos sonhos crescem conforme nossa expectativa pessoal. Então é maravilhoso viver e ver o quanto evoluímos em cada dia...

    ResponderExcluir

Postar um comentário